• Instagram

pixelizadas parte de uma imagem de arquivo encontrada no álbum de meu avô. 

tento identificar na fotografia a menina que se equilibra no trilho do trem, porém a única imagem que consigo me aproximar é a de um rosto configurado em pixels. percebo que nas outras muitas imagens desse álbum as mulheres estão em segundo plano, figurantes ou desfocadas. tento me aproximar novamente desses rostos tão familiares e distantes. encontro mais uma vez paletas monocromáticas de rostos fragmentados. 

saio do grão para o pixel, vou do pixel para o processo de impressão analógica. tentativas de alcance que me levam a um anonimato padronizado. 

quanto mais me aproximo, menos vejo. quanto menos vejo, mais compreendo o que não pode ficar no passado. 

do rosto vou aos corpos, aos gestos que ficam gravados em imagem.